QUEM SOU

quarta-feira, 4 de setembro de 2013

ENCALHADO

ENCALHADO
por Rob
Lápis sobre papel
305 x 212 mm.
2013


VAPORES DE RODAS

    Vapores de rodas são navios ou embarcações  movidos por uma caldeira que faz funcionar pelo vapor uma ou mais rodas de pás, que funcionam como mecanismos de propulsão
    As rodas de pás foram o primeiro mecanismo de propulsão de navios, actualmente substituídas por hélices e outros tipos mais modernos usados na navegação marítima.
    As rodas de pás possuem o formato de uma grande circunferência, com as lâminas ligadas a uma estrutura semelhante a uma gaiola que actualmente é feita de aço. Uma parte das pás fica submersa. A rotação das pás faz com as mesmas se alternem com aquelas que ficam submersas, produzindo uma força de impulso que pode movimentar a embarcação para vante e também para a ré, se necessário. 
    As rodas de construção mais avançada permitem que as lâminas fiquem próximas da vertical enquanto estão na água, aumentando a propulsão. A roda de pás geralmente é coberta, diminuindo os efeitos dos salpicos de água na embarcação.
    Os navios com uma roda de cada lado, como o da ilustração, são conhecidos como side-wheeler, ou seja, de rodas laterais.
    As rodas laterais são usadas tanto em barcos fluviais como em embarcações costeiras, pois possuem maior capacidade de manobra, podendo a força ser direcionada para uma roda de cada vez.
    A primeira viagem marítima com um vapor com rodas de pás foi feita em 1808 com o Albany, que partiu do Rio Hudson e seguiu ao longo da costa até ao Rio Delaware
    O primeiro navio a vapor que realizou uma viagem oceânica de grande duração foi o SS Savannah, construído em 1819 com essa intenção. O Savannah foi lançado ao mar em 22 de maio de 1819 e foi avistado na Irlanda após 23 dias. Essa foi a primeira travessia do Atlântico, embora o Savannah também içasse velas quando os ventos estivessem favoráveis. Em 1822, o Aaron Manby, de Charles Napier foi o primeiro navio feito de ferro, que com propulsão a vapor.
    O Great Western foi construído para o comércio transatlântico e tinha bastante espaço para passageiros; o Sirius teve que queimar seus móveis e outros materiais de madeira para conseguir chegar até o fim da disputa.9 O Great Western foi o mais bem-sucedido dos veleiros à vapor a cruzar o Atlântico.
    O maior vapor com rodas de pás foi o SS Great Eastern, de Brunel, mas também tinha velas e hélices. Tinha 211 metros de comprimento e pesava 32.000 toneladas; a sua roda de pás tinha 17 metros de diâmetro!

    Os vapores a pás tornaram-se  ràpidamente obsoletos para a navegação oceânica, com a invenção das hélices, mas continuaram em actividade nas áreas litorais, como rebocadores, em função do seu baixo calado e boa capacidade de manobra.


    Resumido e adaptado da Wikipedia - Enciclopédia Livre.

Sem comentários:

Enviar um comentário