QUEM SOU

A minha foto
Braga, Minho, Portugal
Franciscano com paciência beneditina.

quarta-feira, 30 de novembro de 2016

O ESTUDIO OU "ATELIER"

    Será essencial, mas não necessita de ser de qualidade especial.
    Basta um anexo, um sótão ou mesmo o teu quarto.
Estudio ("atelier") com um equipamento mínimo.
    A tua mesa de trabalho deverá estar localizada de maneira que a luz natural venha por cima do teu ombro esquerdo (isto se fores dextro. Se fores esquerdino deverá vir sobre o ombro direito).
    Quanto à luz artificial, nos trabalho nocturno, os critérios serão os mesmos.
    Algum equipamento necessário no estúdio:
 
Estirador
    ESTIRADOR - Podem ser mais ou menos completos. 
    Distingue-os a possibilidade de maior ou menor inclinação do tampo.
    Podem dispôr ou não de peças auxiliares para arrumação (gavetas, prateleiras, etc.).
    Considerando ser uma peça relativamente cara, pode ser substituído por uma vulgar mesa ou secretária à qual podes encostar a prancheta de desenho. 
                          
Prancheta

    PRANCHETA - Onde deverá estar sempre assente a folha de desenho.
    Podes dar-lhe a inclinação mais apropriada.


Cadeira para estirador
    CADEIRA PARA ESTIRADOR - Hidráulica, com altura regulável e apoio para os pés.
Candeeiro articulado

    CANDEEIRO ARTICULADO - Tal como este modelo, pode ser fixo ao estirador ou a outro móvel próximo. Convém que a potência luminosa seja equivalente a 100 Watts, no caso de lâmpada economizadora.
Móvel para apoio ao estirador

    MÓVEL PARA APOIO AO ESTIRADOR - Deverá ter o tampo com rebordo, a fim de evitar a queda de material, gavetas para arrumação e rodas para melhor deslocação

Cesto para papéis
    CESTO PARA PAPÉIS E OUTROS RESÍDUOS - Deve ser sempre forrado com saco de plástico apropriado, descartável.

Móvel para arrumação de folhas de papel e/ou trabalhos.

    MÓVEL COM GAVETÕES BAIXOS - Para arrumação de folhas de papel e/ou trabalhos.
Estantes

    ESTANTES - Para livros, CD's, DVD,s, etc.
Arquivador

    ARQUIVADOR - Para guardar temas em suporte papel, para futuros trabalhos, e outras imagens para consulta.

    "Alea jacta est"!

    Toca a trabalhar!

TESTEMUNHO DA IRMÃ MARIA ANGÉLICA DO MENINO JESUS, CLARISSA COLETINA


TESTEMUNHO DA IRMÃ MARIA ANGÉLICA DO MENINO 

JESUS, CLARISSA COLETINA



Irmã Maria Angélica do Menino Jesus, vestida de noiva, antes de receber o hábito

    Louvado seja Jesus Cristo, Nosso Senhor e Rei!

    Estou muito feliz em compartilhar com todos vós o meu dia de investidura, a 18 de Março.
 

    Vou deixar-vos imaginar como foi o dia em si, e que alegria teve para mim.

    As minhas irmãs trabalharam com tanto amor e ternura para o tornar um dia especial que até fizeram para o momento uma emocionante encenação da “Uma Vela na Úmbria” (peça escrita sobre Santa Clara).

    Suponho que enquanto celebrávamos o aniversário da fundação de nossa Ordem todas as nossas mentes voltaram àquele dia abençoado de há 800 anos atrás, quando a nossa Santa Mãe Clara nos mostrou o caminho a seguir.

    Ela é uma santa tão bela, tão profunda e tão cheia do amor de Jesus que sou constantemente impressionada por ela e só posso esperar imitá-la.
    Para a leitura na cerimónia eu escolhi uma passagem de 1 Jo. 4, como mensagem de significado especial para mim.

    A minha vocação é um dom precioso da Misericórdia de Deus e uma prova profunda do Seu amor.

    Durante o meu retiro e investidura fiquei tão comovida ao perceber que Deus me amou primeiro e pôs em mim o Seu amor, e por isso me une a Si mesmo.

    É por esse amor que eu O conheço e que recìprocamente O amo.

    É por este amor que estou unida à Sua morte, ao Seu dom total a cada alma humana, para que eu também seja um dom total para Ele e para cada alma.

    Ele acendeu verdadeiramente o Seu fogo no meu coração e aumenta-o dia a dia, dando-me uma vida muito além da qual eu poderia chegar.

    Quão abençoada é a nossa vocação!
    Vestir o hábito religioso e receber um novo nome fez-me sentir muito fortemente a compaixão de Deus por mim.
Vestir o hábito religioso e receber um novo nome faz-me sentir muito fortemente a compaixão de Deus por mim.

    Andar descalça lembra-me que sou vulnerável, completamente pobre, e que Ele cuidará de mim.
Andar descalça lembra-me que sou vulnerável, completamente pobre, e que Ele cuidará de mim.
    As várias coberturas da cabeça fazem-me sentir que "a Sua mão esquerda está debaixo da minha cabeça, e a Sua mão direita me abraça com alegria."

    O véu e o toucado lembram-me que Ele me chamou para ser Sua Noiva.
O véu e o toucado lembram-me que Ele me chamou para ser Sua Noiva.

    Como é bom viver na Casa do Senhor!
Como é bom viver na Casa do Senhor!
    Por favor, orem por mim para que eu persevere até ao fim, para a glória do Seu Santo Nome.
    Rezo com o coração grato por todos vós, próximos e distantes, especialmente por aqueles que estão em festa e por aqueles que sofrem.
 
Rezo com o coração grato...

    Que todos os anjos vos tragam sorrisos!

    Desejo-vos uma Santascoa, em Jesus Nosso Amado,

    
    Irmã Maria Angélica do Menino Jesus, Clarissa Coletina



    Extra: Imagens da Profissão Temporária da Irmã Maria Angélica do Menino Jesus: