QUEM SOU

A minha foto
Braga, Minho, Portugal
Franciscano com paciência beneditina.

quarta-feira, 9 de maio de 2018

A ESPIRITUALIDADE DOS PÉS DESCALÇOS


    Então disse Deus: 
    "Não te aproximes. Tira as sandálias dos pés, pois o lugar em que estás é terra santa". (Ex 3:5)
    Esta é a primeira referência ao solo sagrado na Bíblia. 
    Esta experiência marcou Moisés. 
    Ao tirar as sandálias ele conectou-se com a sua espiritualidade, com o seu chamado, com o propósito eterno para o qual havia nascido.
    Tirar as sandálias é muito mais do que uma atitude de reverência religiosa. 
    As sandálias de Moisés não permitiam que ele tivesse contacto com aquele solo cheio da presença de Deus, com aquele chão mágico que traçaria a sua vida dali em diante. 
    Deus não queria que as sandálias impedissem Moisés de pisar um chão de possibilidades e verdades que mudariam para sempre a rota da sua vida.
    Uma terra santa é um espaço reservado para a distinção da vida. 
    Era ali que Deus começava a escrever o terceiro capítulo dos 120 anos de Moisés. 
    Seria um tempo de experiências gloriosas e singulares. 
    Era necessário que Moisés deixasse as sandálias de lado. 
    A sua experiência com o passado não era suficiente para aquilo que estava para vir.
    As sandálias também falam de movimento, de dinâmica. 
    Falam sobre a poeira nos pés dos processos da vida. 
    Tirar a sandálias fala de uma oportunidade nova para reescrever a própria história a partir do contacto com essa nova realidade espiritual.
    Tirar as sandálias remete-nos a idéia de renunciar a própria capacidade de ser. 
    Moisés percebe que, sem calçado, a sua vulnerabilidade e sensibilidade ficam mais evidentes, factores imprescindíveis para quem quer estar na presença de Deus com humildade. 
    Deus só pode ter um encontro com quem realmente somos sem vestes ou aparatos que nos escondam ou nos dêem uma idéia falsa de protecção.
    E isso tudo nos leva a pensar que quando se anda descalço é preciso prestar atenção onde se pisa.        
    Isto significa que estar na presença de Deus requer mais atenção, observação e reflexão. 
    Sem as sandálias, podemos, de pés descalços, interagir melhor e desenvolver a nossa intimidade com Deus.
    A Ele toda a Glória.

    BRUNO DOS SANTOS
    Diretor do VidaSat Comunicações, Coordenador Geral da CIA (Coalizão das Igrejas Apostólicas) e pastor da Igreja Vida Nova em São Paulo. 
    Escritor e Conferencista, é formado em Teologia com especializações em Novo Testamento e Liderança. 
    Casado com Silvia Regina, é pai do Lucas, da Laís e da Ana Luiza.  


ALMA-TADEMA E OS PINTORES DO 800 INGLÊS

SIR LAWRENCE ALMA-TADEMA